Comissão de Finanças e Orçamento e Comissão de Direitos Humanos realizam audiências públicas

Por Assessoria de Imprensa – CMTS

Duas importantes audiências públicas acontecerão na próxima semana na Câmara Municipal de Taboão da Serra. Abertas ao público e imprensa, as audiências foram convocadas pelas Comissões Permanentes da Casa e irão debater assuntos do município, além de acompanhar a prestação de contas da prefeitura.

Audiências públicas irão debater finanças do município e direito das mulheres (Foto: Leandro Barreira / Divulgação)

No dia 23 de maio, quarta-feira, às 10h, a Comissão de Direitos Humanos realiza uma audiência pública que irá debater o empoderamento feminino em Taboão da Serra e região. Foram convidadas a secretária de assistência social, Arlete Silva e a coordenadora dos Direitos das Mulheres, Sueli Amoedo, para explanarem sobre o assunto.

Para a vereadora Priscila Sampaio, presidente da Comissão de Direitos Humanos, o tema é importante, uma vez que muitas mulheres ainda são vítimas de violência doméstica e feminicídios. “O Poder Público precisa realizar esse debate para proteger e empoderar as mulheres, só assim teremos uma sociedade mais justa e humana”, disse.

A comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal é composta por Priscila Sampaio, presidente, Rita de Cássia, vice e Professor Moreira.

Outra importante audiência pública está marcada para a quinta-feira, dia 24. A Comissão de Finanças e Orçamento analisa a prestação de contas da prefeitura no primeiro quadrimestre do ano. “Essa é uma oportunidade para os moradores da nossa cidade acompanharem como estão sendo feitos os investimentos e a nossa arrecadação”, afirmou Ronaldo Onishi, presidente da Comissão.

Nessa audiência está prevista a demonstração dos balanços financeiros além de uma exposição da atual conjuntura política do município pelo secretário municipal de finanças, Adelço Bührer Júnior.

De acordo com o vereador Ronaldo Onishi, a prefeitura de Taboão da Serra precisa ser cautelosa com os gastos. “Estamos vendo importantes cidades do país que não conseguem nem mesmo honrar o pagamento salarial dos seus servidores, então essa audiência é importante para que os moradores saibam como está sendo investindo os recursos municipais”.

A comissão de Finanças é composta pelos vereadores Ronaldo Onishi, Érica Franquini e Marcos Paulo. A audiência é obrigatória, a apresentação do cumprimento das metas fiscais do Executivo à Câmara está prevista na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Compartilhe esta notícia!